[Marcio Zanini 78] Primeiras Impressões: Acidentalmente Apaixonados

Acidente lamente Apaixonados. 
Autora: Juliana Santander



Eu tenho trinta e nove anos. Leio desde minha adolescência. Não só isso, aproveito a vida desde meus quinze anos. Isso quer dizer que já vivi e vi muita coisa. Que bom estar vendo e analisando essas mudanças que ocorrem através dos tempos.

Era sempre natural e esperado começar um livro com a história do cara descolado que aproveita  e vive a vida, que quer viver experiencia ao seu bel prazer, sem ser julgado por isso ou mesmo ridicularizado. O carinha boa pinta que atrai todas e as usa para o prazer próprio sem querer compromisso.

Sempre foi assim. Eu sempre pude sair desde meus quinze anos, passava as noites na rua e nunca me disseram ou me proibiram nada. Mas minha irmã, jamais. Meu pai nunca permitiria que ela vivesse ou aproveitasse seja lá o que fosse.
Eu sempre me perguntei: Porque não só minha irmã, mas as mulheres em geral não podem fazer nada do que um homem pode?
Bom. Graças que as coisas mudaram. As perguntas foram feitas, questionadas e o pensamento convencional foi desafiado.

Hoje podemos pegar livros como o da autora Juliana Santader, Acidentalmente Apaixonados e vermos a protagonista feminina que reflete essa mudança (ainda bem, já estava na hora) que aconteceu no mundo.



Neste livro, Melanie, a protagonista, é uma mulher linda, descolada, estudada e que pode viver sua vida como bem quiser. Ela sai, se diverte, corre atrás do futuro e escolhe com quem quer dormir. E se ela não quiser nada no dia seguinte, pode também. Pode tudo, pode ser feliz sem ninguém mandar em como você deve viver ou te criticar por isso.

Melaine está concluindo a faculdade, tem toda uma vida pela frente, muitas novidades no mundo e ela como boa mulher livre pode ir atrás do que desejar. Por isso parte para Manhantan para estudar mais ainda, e curtir a vida no meio disso.

Apesar da tristeza que lhe dá ver que as pessoas que ama não poderão acompanhá-la, percebe que isso faz parte da vida e que para que o futuro dela esteja garantido, sacrifícios devem ser feito. Apesar de amar os pais e amigos, a vida lhe chama.

Muito animada e extrovertida, logo que chega bate na porta errada e conhece Thomas por acidente. Conhecido como Sargento Savage. O que faz Melaine ficar fascinada pela beleza do rapaz e querer aproveitar os bons momentos que aquele corpo pode oferecer.
Tudo a partir dai correr como uma rastro de pólvora aceso. Ele, lindo e maravilhoso num corpo escultural tatuado procurando um sexo casual, ela, linda em curvas convidativas procurando a mesma coisa.

Tudo perfeito, não é mesmo?
Ao que tudo indica, talvez não.

O livro transita entre a visão em primeira pessoa de Melaine e a primeira pessoa de Thomas. O que me agradou bastante, podemos acompanhar passo a passo o pensamento de cada um, o que só aumentou minha vontade de continuar e saber o que um deles pensaria a seguir baseado na atitude de cada um.

Juliana Santander


Foi uma escolha extremamente acertada da autora Juliana Santander brincar com essas variantes. Isso torna tudo mais cativante e não abre espaço para deixa a história cansativa em momento algum.

JURO, que se tivesse o livro inteiro teria continuado a leitura tranquilamente. Tudo fluiu muito bem e me instigou a continuar para ver quais as confusões que virão a seguir e em como, em algum momento, as coisas começarão a mudar do sexo casual para o algo mais intimo e emocional. Afinal, pelo sub-título dá pra perceber que é isso que virá: O amor não estava nos seus planos.

Mas o mais legal, nesse mundo cada vez mais justo e igualitário para homens e mulheres é que, mesmo que não vier, tudo bem. Vamos viver a vida e ser felizes da maneira que quisermos.

Acidentalmente Apaixonados nos mostra que as pessoas estão cada vez mais livres para viver como querem, da maneira que querem e que isso não torna ninguém pior do que ninguém. Tudo é escrito e conduzido de uma maneira agradável, sem querer levantar bandeiras, ditar regras ou jogar nada na cara de ninguém com lições de moral. As coisas simplesmente acontecem, a vida é assim, estamos ai vivendo e buscando a felicidade.

Melaine e Thomas nessas primeiras impressões parecem encantadores, são cativantes, humanos e palpáveis. São pessoas que podem ser seus vizinhos ou amigos próximos que não possuem nada de especial mas por isso mesmo são especiais por serem humanos, mesmo que fictícios.

Com certeza quero conferir o restante da leitura.


E já deixo o recado, se você gosta de romances atuais, paixões que aparecem do nada e se tornam avassaladoras, essas primeiras impressões já me deram a convicção de poder dizer que esse livro promete fortes emoções com personagens joviais e sedutores em todos os sentidos, não somente em seus corpos e pensamentos, como também por nos fazer identificar com eles no sentido de que, estamos ai, lutando, sobrevivendo, vivendo e buscando um amor.

Publicação da EL Editora


Facebook da Editora:



Sobre quem escreve a coluna MarcioZanini78:

Marcio Zanini  

mora em Bauru. É o autor Crônicas de Markus, publicado pela Editora Xeque Matte. Escreve e esta constantemente criando histórias desde que se entende por gente. Durante muitos anos trabalhou com Histórias em Quadrinhos em algumas editoras de São Paulo, onde pode colocar em prática sua imaginação. Atualmente compartilha suas ideias e pensamentos através de textos. Ama escrever e é isso que faz na vida.
Redes sociais: Skoob - Facebook

Um comentário:


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.