[AMIGAS DA MEIA NOITE] Filme A Autópsia de Jane Doe



Oi, amigos da meia-noite!
Já disse que adoro essa coluna? Acho que sim. Hoje venho trazer a minha opinião de um filme que está em cartaz! Isso. Então, depois que acabar de ler, você pode correr para o cinema mais próximo da sua casa e tirar suas próprias conclusões.
A autópsia de Jane Doe é o filme da vez. 



Sinopse
Tommy Tilden (Brian Cox) e Austin Tilden (Emile Hirsch), seu filho, são os responsáveis por comandar o necrotério de uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos. Os trabalhos que recebem costumam ser muito tranquilos por causa da natureza pacata da cidade, mas, certo dia, o xerife local (Michael McElhatton) traz um caso complicado: uma mulher desconhecida foi encontrada morta nos arredores da cidade - "Jane Doe", no jargão americano. Conforme pai e filho tentam descobrir a identidade da mulher morta, coisas estranhas e perigosas começam a ocorrer, colocando a vida dos dois em perigo.



NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS 


O que eu achei?
 
 



Como diz na sinopse, Tommy e seu filho Austin cuidam do necrotério da pequena cidade. O serviço costuma ser bem tranquilo, Tommy possui muita experiência e repassa tudo que pode ao filho. Claro que no máximo de tranquilidade possível quando seu trabalho é num necrotério, ne? O filme como um todo nos ensina bastante coisa sobre a medicina legal, e eu adoro aprender essas coisas, algumas foram novidade como o fato de amarrar um sino ao tornozelo do cadáver e o termo “Jane Doe”. 

Por que Jane Doe? Quando uma pessoa morre sem qualquer identificação nos EUA, eles a enterram como Jane Doe, sendo mulher, e John Doe, para os homens.

Então, é assim que a história começa de fato. Um cadáver de uma mulher sem identificação, Jane Doe, foi achado em uma casa onde várias pessoas foram encontradas mortas, mas ela era a única sem identidade. Pai e filho foram incumbidos de investigar a causa de sua morte, afinal, todo corpo guarda um segredo. Ah, e o dela tem vários.
Austin tinha combinado de ir ao cinema com a namorada, mas para ajudar o pai naquele caso um pouco diferente, atrasa um pouco seus planos (estou sendo mentirosa nesta parte...). Conforme os dois começam a trabalhar no corpo de Jane Doe, coisas sinistras começam a acontecer. 



 Olha, como é minha opinião, vou dizer que foram clichês sim, mas deu para levar uns sustos. Na verdade, na cena final do filme – adiantando um pouco – eu berrei. Bobeira, porém, tenho que assumir que gritei sim.
O grande segredo e enredo do filme concentra-se no que você acha que é e, na verdade, não é. Sabe quando você pensa que alguém é a vítima? Então, senta que eu vou contar um negócio: não tire conclusões precipitadas ao assistir este longa.
O final deixou um ganchinho para um próximo, inclusive, espero que a história seja melhor explorada numa continuação porque este filme pareceu uma introdução, como se ele precisasse daquele tempo todo para nos mostrar algo, mas que ainda requer explicações. Fiquei um pouco decepcionada por isso porque imaginei obter as respostas e não tive. Tudo apenas aconteceu e ponto final. Pronto. Sabe? 

           Trailer 




Minha nota

 


Beijinhos,


Kate



 Nascida e criada no Rio de Janeiro, Katerine Grinaldi já visitou lugares que não estão nos mapas convencionais. Isso graças ao seu amor pela literatura, tanto no ato de ler como no de escrever. Encantada com histórias que fazem pensar e por personagens de apaixonar, Katerine decidiu criar outros mundos para que leitores – como ela - pudessem visitar. Advogada, ela não abandona um de seus maiores prazeres: escrever. A Herdeira, seu primeiro livro, foi lançado na Bienal do Livro de 2015.
CONTATO: FACEBOOK - GRUPO NO FACEBOOK - SKOOB - WATTPAD - AMAZON






6 comentários:

  1. Tô louca pra ver esse, mas bate um medinho rzrzzr

    ResponderExcluir
  2. Oi Ka! O que eu mais gostei nesse filme, é que ele explora muito bem o silencio que tem no inicio pra dar aquela tensão. Era angustiante pensar que algo aconteceria a qualquer hora e eu tomaria um susto kkkk odeio sustos rs. Mas, depois dos 40 minutos o filme se perdeu, na minha opinião e foi saindo do tom que tinha proposto até quase o segundo ato do filme. Não gostei do final, não queria uma continuação. Dava pra fazer tudo nesse se bem explorado. Dá pra criar uma atmosfera de pavor sem precisar recorrer aos sustos com criaturas, fantasmas e tal. Bruxa de Blair é um ótimo exemplo. Ninguém precisa ver algo pra sentir medo. Talvez, se o filme fosse por esse lado seria melhor, na minha opinião. Eu prefiro uma boa história tensa do que uma mal conta de e cheia de sustos. Mas ainda assim, o filme se destaca no meio de tantos produtos feitos apenas pra lucrar (muita propaganda e pouco conteúdo) que vemos no mercado. Adorei ver a resenha desse filme aqui. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Katerine Grinaldi30/05/2017 16:30

      Oi, Sa! <3 Concordo contigo. Queria a continuação justamente porque eles deixaram um monte de coisas sem explicação, mas também acho que poderiam ter explorado muito bem neste. Fico feliz que tenha gostado, a próxima será sobre O Rastro, filme nacional. Beijos.

      Excluir
  3. Kateeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee sua louca!
    Eu quero ver esse filme, amo filmes que nos enganam e achamos uma coisa e pah!
    Clichê acho que todo terror tem, mas adoro..kkkkk
    Amei o post, parabéns!
    beijocas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Katerine Grinaldi30/05/2017 16:32

      Oieeee! Vê e me conta, amiga <3
      Obrigada pelo comentário!
      Bjs.

      Excluir
  4. Estou doido pra ver esse filme, adorei o pôster. A gente releva o clichê. Kkkkkkkk
    Super curioso pra assistir, muito. Mas confesso, não irei com tanta expectativa cm antes. Hahahaha

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.