Postagem em destaque

[Promoção Mães Leitoras] com Rô Mierling e blogs parceiros (serão 7 ganhadores!)

Olá queridos leitores! Em comemoração ao Dias das Mães , a escritora Rô Mierling e blogs parceiros se reuniram para presentea...

[Primeiras Impressões] Na Mesma Página - Katerine Grinaldi

Olá meus amores!

Estou de volta! Há alguns dias nos foi oferecido como degustação os primeiros 14 capítulos do livro "Na mesma página" da autora/parceira/amiga Katerine Grinaldi pela nossa parceira Editora Sinna, claro que mergulhei de cabeça na leitura já que conheço e amo a escrita da Kate.

Só que esse livro é bem diferente dos que ela havia escrito até agora, ele é um romance dramático e tem um tema bem sério e infelizmente que muitas mulheres conhecem na prática "relacionamentos abusivos".

Vamos ver o que achei dessa degustação?

Let´s go

Na Mesma Página

Autora: Katerine Grinaldi

Romance

Sinopse:

Giuliana Gouveia, 22 anos, moradora da Tijuca, Rio de Janeiro. Recém-formada em letras busca uma vaga como professora de português. É dedicada, possui experiência em aulas particulares.... E blá... blá... blá... Nada disso estava sendo suficiente para que Giuliana alcançasse seu desejo de ser professora. Naquele instante, seu sonho era como um jardim repleto de flores mortas ou destroçadas. Seria ela capaz de recuperá-lo?! Seu noivo, contador bem-sucedido de uma grande rede de hotéis, acredita que só podemos almejar uma coisa na vida, no caso dele o dinheiro, e que sacrifícios precisam ser feitos para que um de seus desejos seja alcançado. O chefe tempo parece disposto a misturar o passado de Giuliana ao presente, trazendo oportunidades para o futuro e a empresa vida vai lhe mostrar, através de um certo alguém, que talvez possamos ter tudo que quisermos, bastando que sejamos quem queremos ser. Será mesmo que amor, sonho e sucesso não ficam na mesma página da vida?


SOBRE A AUTORA:


Katerine Grinaldi

Nascida e criada no Rio de Janeiro, Katerine Grinaldi já visitou lugares que não estão nos mapas convencionais. Isso graças ao seu amor pela literatura, tanto no ato de ler como no de escrever.Encantada com histórias que fazem pensar e por personagens de apaixonar, Katerine decidiu criar outros mundos para que leitores – como ela - pudessem visitar.Advogada, ela não abandona um de seus maiores prazeres: escrever.A Herdeira, seu primeiro livro, foi lançado na Bienal do Livro de 2015.

CONTATO:   FACEBOOK - GRUPO NO FACEBOOK - SKOOB - WATTPAD - AMAZON




PRIMEIRA IMPRESSÕES


Giuliana é uma jovem carioca que se formou em letras e tem o sonho de ser uma professora, ela ama ensinar, porém achar trabalho está cada dia mais complicado, para contrastar com sua situação seu noivo é um homem bem sucedido e que ganha muito bem e acha que ser professora não vale a pena pelo baixo salário, que sonhos são apenas para iludir criança, que a vida real tem que se trabalhar em algo que dê dinheiro.
Depois de mais algumas portas na cara, Giuliana procura seu noivo triste e desolada ela recebe um banho de água fria novamente, numa atitude clássica do morde e assopra Rafael tenta convencê-la que o melhor seria tentar algo mais rentável. Ele não perde a oportunidade de jogar sempre na cara dela de maneira disfarçada o quão ela não se esforça para mudar a sua atual situação financeira.

— Desculpa, mas alguém tem que trabalhar. Você sabe disso – sua voz indicava que realmente sentia muito. 

“Alguém tem que trabalhar?” Era sério que Rafael estava usando o ponto fraco dela para conseguir viajar sem reclamações?! Chegava a ser contraditório preocupar-se com o que ela sentiria com sua ausência e não se importar com o efeito daquela frase.

O problema é que Giuliana no fundo e mesmo magoada acaba acreditando nas palavras dele, e começa a questionar o quanto vale à pena correr atrás de um sonho que parece tão inalcançável e bobo em comparação com a grande carreira bem sucedida do seu noivo, afinal  na mente dela ele só queria o bem dela, por isso era tão duro.
"Giuliana sentia-se péssima, como se não merecesse mais o amor daquele homem a sua frente, como se devesse buscar alguém do seu baixo nível por não ter cumprido as expectativas dele, como se não valesse mais a pena."
Giuliana sofria muito com as palavras dele, mas como ele manipula os sentimentos dela faz com que ela se sinta culpada e sua auto estima vá pelo ralo, lógico que ela não enxerga isso, mesmo com sua amiga/prima alertar que seu noivo não faz bem, Giuliana é daquelas que insistem numa relação por comodidade/insegurança/ e também medo de enfrentar a vida "sozinha".

Guilherme, o irmão de Giuliana vendo o clima que ela se encontra faz um convite para a irmã, irem com a família para a casa da prima em cabo frio, uma cidade litorânea da região dos lagos, ela resiste um pouco, mas por milagre e insistência acaba aceitando impulsivamente, faz anos que não vão até lá, desde que começou o namoro com Rafael...

"Mas, como naquele comercial de "cartão de crédito, certas coisas não tinham preço e passar um tempo com seu irmão relembrando o passado era uma delas. Amava o brutamonte ao seu lado. — Sim – quase um sussurro. — Oi?! Você disse que vai?"

Porém, como se era de esperar a nossa mocinha vai levar mais um balde de água fria do noivo que acha um absurdo ela ir se divertir ao invés de ficar atrás de emprego.
“Viajar? Não acha que deveria ficar por aí procurando um emprego? Como vai fazer se for chamada para uma entrevista? Estou em Cabo Frio, podemos adiar? Você ainda não está sendo requisitada nos empregos, você é que os requisita. Chegou a mandar currículo para outras vagas, além de professora?”.
Então para a nossa alegria Giuliana toma uma atitude e termina com o noivo (bundão) pelo whatsapp  e parte para cabo frio para passar uns dias com seu irmão e a sua prima, aí você pensa... Aleluia! Mas... Como uma perfeita vitima de relacionamento abusivo, logo a insegurança e a culpa invadem a moça fazendo com que ela se arrependa de ter sido tão impulsiva e terminado assim um relacionamento de quatro anos.

"Giuli sabia que não pensaria duas vezes se seu noivo corresse atrás, se não a deixasse terminar um relacionamento tão longo, se ele dissesse que havia conserto para os problemas. Bastaria um estalar de dedos para que ela voltasse atrás. Parecia uma completa loucura! O que seria da sua vida sem ele?"

Só que sua prima (que não é nada fã do ex noivo de Giuli) dá um sacode nela daqueles que lemos e dizemos: é isso aí! Então ela para de curtir a fossa e começa a tentar aproveitar a viagem.
"— A última coisa que ele tem sido é um namorado, Gi. – sentou na beirada da cama, entregando um lenço que pegou na prateleira de maquiagem. — O homem vive mais tempo trabalhando do que outra coisa. Vocês nem deviam transar mais. Fala a verdade!"
Mas é claro que Rafael não vai parar de perturbar ela, certo? Então pra melecar de vez com o momento de Giuliana ele manda uma mensagem que era 2x1; desdenhava do seu sonho e de quebra agia como uma cólera de controle feita especialmente para ela. Sem contar com o jeito de fazer Giuliana se sentir culpada...
“Sério! Estou aqui pensando em você, vendo se consigo um emprego com uma colega do trabalho. Ela disse que tem uma amiga que trabalha em uma empresa importante e pode conseguir para você. Agora, me diz que não vai mais. Que tal?”.
Mas sua mensagem surte um efeito de indignação na moça que larga o celular e sai com os amigos para um barzinho perto da praia, lá a brincadeira e descontração rolam soltas, então sua amiga chama para dançar, e logo todos dão corda para que ela dance, então ela reparou que dois olhos escuros a observavam do canto do bar, ela se sente tentada com o desafio e de súbito aceita a dançar na pista.
"Giuliana não gostava de ser desafiada. Esse sempre foi um dos seus problemas. Não que fizesse as coisas apenas porque duvidassem dela, fazia o que queria e quando conseguia mostrava que era mesmo capaz. Onde estava mesmo essa Giuliana?"
Ali naquele bar, ela se solta e se redescobre como há muitos anos tinha se perdido, ela acaba se entregando ao momento, as lembranças de um tempo que tinha ficado em um passado que ela era mais feliz. Um beijo mexe com os seus sentimentos, não é apenas um momento é uma explosão de sentimentos contidos, é a vazão daquilo que ela já não era, pois seu relacionamento a mantinha presa, ela era como um champanhe de uma safra há muitos anos engarrafados, e agora JP havia estourado aquela rolha de sentimentos e mostrado o quanto tudo poderia ser mais doce, mais inebriante e intenso.

O medo a fez querer voltar correndo arrependida para dentro da garrafa, correr para a segurança de um relacionamento sério que poderia ser a sua segurança, mas até a sensação de segurança se foi tudo dissipou, só restaram às lembranças daquele dia com JP, os seus sonhos que foram negligenciados em troca de um amor que nunca existiu, será que era tarde para Giuliana correr atrás de sua felicidade?



Minha opinião.

Eu tentei não contar muito, foram 14 capítulos bem intensos para comentar, e fiz questão de deixar as melhores e mais fortes partes  de fora para que o leitor sentisse as emoções das páginas desse livro.


O relacionamento entre Giuliana e Rafael é claramente abusivo, a autora nos mostra como uma pessoa fragilizada pode ser manipulada por homens que exerçam esse poder de manipulação e até abuso psicológico a ponto de aprisionar em suas dúvidas de seus atos. Um manipulador emocional geralmente é uma pessoa carismática que geralmente só mostra sua verdadeira face na intimidade, ele age subvertendo a pessoa para que se sinta culpada e a faz se sentir diminuta ante o outro para que assim este ofereça uma falsa sensação de proteção e segurança.






Eu quero deixar essa parte clara, para que ao ler essas páginas o leitor tenha ciência que ela é vítima, e não uma pessoa fraca e sem personalidade que deixa se influenciar. Não, é muito difícil uma vítima de relacionamentos assim se livrarem sem ajuda psicológica para que enxergue além da manipulação.
O livro tem uma escrita jovem e leve, parece que fala diretamente com o leitor. Os personagens estão bem desenvolvidos, nesses capítulos a autora já demonstrou que a história tem um potencial grande para emocionar e trazer uma mensagem muito positiva e ensinamentos sobre amor próprio, superação, obstinação e relacionamento abusivo.

Quero muito saber se essa Giuliana, minha xará conseguiu ser feliz é dar a volta por cima, eu espero de coração que sim.

QUOTES




Então é isso. Gostaram da sugestão, leriam essa obra? 

Deixem sua opinião. 

Até a próxima postagem, pessoal!

Beijos.








Um comentário:

  1. Giuli <3 A sua leitura do livro foi profunda, refletindo muito bem os aspectos mais importantes da obra e sobre os quais mais quero chamar a atenção dos leitores. Giuliana, nossa personagem, não é realmente uma pessoa sem personalidade, ela é uma vítima, e espero que Na Mesma Página sirva para conscientizar e ajudar muitas mulheres em relacionamento abusivo, mostrar a elas que há sempre um novo dia e uma possibilidade de recomeçar e se encontrar novamente. Obrigada pelo carinho na resenha. <3

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.