Postagem em destaque

[Promoção Mães Leitoras] com Rô Mierling e blogs parceiros (serão 7 ganhadores!)

Olá queridos leitores! Em comemoração ao Dias das Mães , a escritora Rô Mierling e blogs parceiros se reuniram para presentea...

[KATE INDICA] Resenha Ciclos Eternos - de Caroline Factum

Oiii, clubenautas!
Hoje é dia de resenha! Espero que tenham curtido minha última postagem sobre o filme “O Quarto dos Esquecidos”. Vamos falar sobre o livro da autora parceira Caroline Factum. Gente, ela é um amorzinho, e fiquei muito triste por não ter conseguido ir à sessão de autógrafos dela aqui no RJ, mas fui buscar meu sobrinho no aeroporto e não deu tempo. Nesta época, já tinha até terminado a leitura para poder comentar com ela. Espero que haja uma próxima ocasião.
(Quem quiser saber mais sobre a autora e seus outros livros, é só clicar aqui).
Vamos conhecer o Submundo?

Sinopse: Existe um limite entre o real e o imaginário? Até que ponto se pode viver enraizado na realidade e abandonar os sonhos?Sâmia luta entre o real e o que julgou ser imaginário enquanto faz críticas sobre livros de fantasia em um jornal local, tentando por anos sufocar seus desejos mais profundos, a fantasia retorna trazendo com elas valores extremamente reais.O pré-julgamento nos faz refletir quantas vidas foram perdidas ou desperdiçadas pela falta de coragem de se buscar uma certeza, o comodismo de acreditar no mais óbvio, decidir sua vida pelo modo mais conveniente? O Submundo sai das sombras se revelando a humanidade, mostrando a mágica, a doçura, os medos e os demônios existentes em cada um. A oportunidade que Sâmia precisava juntamente com todas as criaturas mágicas de um reino paralelo ao mundo real, o temível, misterioso e atrativo rei e muitos outros seres que ela jamais imaginou encontrar chegam para a ensiná-la a viver sem ter que eliminar a mágica de sua existência, a força do pensamento é a forma mais real de fazer “mágica” e uma vez que a maioria da humanidade é capaz de pensar, logo a magia é única em cada ser, basta o bom senso para equilibrar os dois mundos e não deixar-se ser consumidos por nenhum dos dois. Bem-vindo à fantástica viagem dos sonhos onde somente os sábios saberão vive-los e os demais continuarão apenas existindo.
Gênero: Romance/drama/fantasia
Editora: Chiado
Páginas: 346

Resenha

Sâmia trabalha em um jornal importante de Nova York como crítica literária. Sua vaga é muito interessante e desejada por muitos de nós (bem, sou editora e adoro isso), pois tem a possibilidade de receber contos e obras inéditas que podem ser melhoradas – quando possuem potencial – e as encaminha para editoras com as quais o jornal onde trabalha tem contato. Mas, enquanto a vida profissional vai muito bem, a vida pessoal é o contrário.
Desde adolescente, Sâmia faz tratamento para lidar com os pesadelos horríveis que tem e que a impedem de ter uma boa noite de sono. Os sonhos que a perturbam parecem muito reais, mas não poderiam ser... Afinal, que mundo era aquele? Quem era aquele homem lindo que a beijava, mas que a fazia muito mal? Como peças de xadrez se moviam sozinhas? Parecia uma completa loucura. E o único livro, que poderia comprovar para a própria Sâmia que tudo não passara de imaginação, sumira.



Mas, de repente, alguém do passado aparece. Do passado que parecia sonho, daquele passado que a fazia precisar de remédios, que fazia os outros a taxarem de louca. Ela o reconhece, mas é incrível como não conseguimos acreditar em nós mesmos depois de tanto tempo ouvindo versões e versões para seus problemas.
"- Desejo que um dia nossos destinos voltem a se cruzar, não importa quando, mesmo que eu viva um inferno quando partir. Mesmo que minha vida se perca, um dia eu quero voltar a vê-lo." 

E, às vezes, você não consegue evitar o passado. Bem, às vezes, você nem quer evitar de verdade. Sâmia recebe uma proposta inusitada. Poderá ajudar uma pessoa e em troca ganhará o esquecimento, ou seja, todas as memórias ou imaginações que provocam os pesadelos serão apagadas.
Olha, estou tentando manter isso aqui sem spoiler (mas tá difícil!).
Ela aceita a proposta e, a partir daí, sua vida muda, e eu diria que para melhor. A personagem ganha certo amadurecimento ao descobrir que muitas respostas para o nosso presente precisam ser encontradas lá atrás, ou seja, precisamos retroceder alguns passos para que possamos avançar outros. Recorda que pediu coisas que não devia e pagou caro por isso.
Ao ler Ciclos Eternos provavelmente você vai shippar muitos casais e pode ser abatido nesta guerra. Acho até que dá para amar vários ao mesmo tempo. 
"- Você nunca fala o que está em seu coração? 

O rei estava agora horrorizado. Não estava preparado para esse tipo de jogos. 

(...)

- O que não pode? 

- Não posso controlar. Às vezes na vida seu coração pede algo e você não pode fazê-lo parar..."

Só avisando: meu coração pediu o Jahean, ta? 
Então, há muitos personagens e todos eles são bem construídos, de modo que você consegue se envolver com todos e gostar sempre que aparecem.
Agora... o final do livro... é daqueles que você pensa em matar a autora. Sabem, né? Sei que faço isso, é normal, mas quero a continuação! E eu não acredito que aconteceu aquilo mesmo...
Foi uma leitura rápida, agradável, envolvente e cheia de surpresas. Caroline conseguiu, de fato, apresentar-nos um Submundo e aposto que muita gente vai querer morar lá. 
"Quantas vezes as palavras morreram em meus lábios

E nada pude fazer

Além de deixar que seus pensamentos

A afastassem cada vez mais de mim

O tempo que deveria ser eterno

Pereceu

Tudo que vivemos de repente morreu" 


(Imagens retiradas do Google e do Pinterest). 
As imagens da montagem lembram-me de momentos importantes e marcantes do livro. Espero que a autora goste. <3


Beijinhos,


Kate



 Nascida e criada no Rio de Janeiro, Katerine Grinaldi já visitou lugares que não estão nos mapas convencionais. Isso graças ao seu amor pela literatura, tanto no ato de ler como no de escrever. Encantada com histórias que fazem pensar e por personagens de apaixonar, Katerine decidiu criar outros mundos para que leitores – como ela - pudessem visitar. Advogada, ela não abandona um de seus maiores prazeres: escrever. A Herdeira, seu primeiro livro, foi lançado na Bienal do Livro de 2015.
CONTATO: FACEBOOK - GRUPO NO FACEBOOK - SKOOB - WATTPAD - AMAZON






Um comentário:


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.