[Resenhas Repostadas] Uma canção para a libélula parte I e II -Juliana Daglio

Olá gente, um tempinho atrás postamos a resenha de uma duologia maravilhosa, como eu tinha lido em ebook, e agora ganhei os físicos de aniversário (yupiiiii) resolvi repostar para que vocês passam relembrar essa maravilhosa, sensível, dramática e poética história "Uma canção para a libélula parte 1" e "Uma canção para a libélula parte 2" publicado pela Editora Arwen de uma das autoras nacionais que mais amo e admiro Juliana Daglio!

Espero que vocês deixem essa canção tocar em seus corações!


Canção para Libélula Parte I

Ano: 2014 / Páginas: 238

Idioma: português

Editora: Editora Arwen

*Ebook Cedido em parceria com a autora

SINOPSE: Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula.Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro.Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta.De Londres a São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuro e pela inusitada morte; não havendo sequer esperanças.
Compre Aqui


RESENHA

Sensível, profundo e Maravilhosamente bem escrito!

Estou simplesmente maravilhada com a obra Uma Canção
para Libélula. Foi um livro que conversou diretamente com minha alma e sofri com a intensidade que a autora conseguiu transmitir os sentimentos vividos pela personagem e identifiquei-me muito com as suas angustias e dramas pessoais...
Foi intenso e surreal estar lendo e sentindo junto com a Vanessa o clima denso e complexo desse livro.

Esse livro conta história de Vanessa Santos, que é uma pianista de sucesso, mas sua vida só tem sentido quando vivida através de sua música. Por trás de tanto talento existem buracos negros de tamanho imensurável.
Em seu passado, ela sofreu com a rejeição e crueldade de sua mãe Valéria e por ter sido negligenciada pelo seu pai quando mais precisou em um momento traumático de sua infância. Com todos esses acontecimentos ela acaba indo morar com seus tios na Europa.

Após doze anos de silêncio e fuga do seu passado, Vanessa vai receber um telefonema que irá reabrir velhas  feridas e fará com que ela tenha que enfrentar o seu maior medo: O passado, e suas lembranças cruéis e cinzentas...
Um livro que vai fazer você se emocionar e sentir cada dor e sentimento em sua máxima amplitude, você irá mergulhar fundo no negrume da depressão e ver que por trás de cada fachada fria existem rachaduras nas quais o mínimo toque pode fazer a pessoa se estilhaçar como cristal...

O fim é muito tenso e deixa várias questões a serem respondidas Estou aqui me mordendo de curiosidade pelo final que estará no livro Uma canção para libélula parte II que será lançado em Maio como já postamos AQUI...

São vários porquês...
Mas o porquê mais doloroso é ...
Por que esse livro tão maravilhoso acabou tão cedo?!
Gente, a escrita da Juliana Daglio é maravilhosa, seu trabalho é perfeito!
Com certeza já é uma das minhas autoras preferidas e sem dúvida esse livro está entre os melhores que já li!

Quotes do Livro:

"As duas ficaram se olhando por um tempo, sem censura, apenas presas entre si como os seres celestiais se prendem às preces dos mortais."

"Era como se alguém me observasse ali, jogada na parede, tentando lutar contra um passado enterrado, que cavava para fora com garras mais fortes. Ela estava ali. A presença cinzenta e cruel. A vilã de minha história."

"Fechei os olhos, concentrando-me no vento sobre as bochechas e costelas. O frio, só o frio. Mas ele não foi suficiente para calar a voz da menina que eu fui, dizendo-me coisas que eu achei ter esquecido; contando-me de uma tristeza que nunca tinha deixando de




Uma Canção para a Libélula Parte II - Juliana Daglio

ISBN-13: 9788566754599

ISBN-10: 856675459X

Ano: 2016 / Páginas: 368

Idioma: português

Editora: Editora Arwen

Um segredo antigo, uma alma conturbada, uma comprida escada. Valéria agora está de frente com a verdade e com uma velha amiga, a Loucura.Depois de um final aterrador, Uma Canção para a Libélula - parte I, deixou leitores ansiosos pela sua continuação. A história da jovem pianista Vanessa, e sua luta contra a Vilã Cinzenta, conquistou corações pelo Brasil inteiro e agora tem seu desfecho. A Menina que se encontrou com a Libélula viveu um sofrimento extremo, mergulhando em sua alma obscura para nos contar sua história.Dentro de um casulo escuro os segredos permeiam, envenenando toda a existência dessa família marcada por uma morte precoce. Diante das rachaduras há uma descoberta incrível: asas de diamante, um voo alto em meio às nuvens de um entardecer cor de algodão doce, e o encontro mais importante de uma existência.Seja forte agora, mas não contenha suas lágrimas. Ouça a Canção até o final.


SKOOB COMPRE AQUI


Resenha

Então, tenho que começar dizendo que perdi as contas de quantas vezes pensei em como começar essa resenha, e contar um pouco do livro dois, sem dar spoilers do livro 1 e estragar tudo.

Para quem não conhece UCPAL, vou deixar link para a primeira resenha Aqui, mas também vou fazer um apanhado geral do primeiro livro:

Vanessa é uma jovem e talentosa pianista assombrada por traumas, ela mora em Londres com sua tia, deixou no Brasil uma infância triste e traumática com seus pais.
Uma perda irreparável e a negligência materna, criou cicatrizes profundas que fizeram com que ela sofresse de estresse pós traumático. Assim , Vanessa viveu em um casulo sem se confrontar com seus pesadelos, e transferindo qualquer explosão de sentimentos no seu talento musical... Sua fuga, seu amor e sua dor, colocadas em melodias.

Bem, acontece que um telefonema faz com que ela tenha que voltar ao Brasil e....
A vilã cinzenta (como Vanessa chama a depressão) resolve vir assombrar, e cobrar de Vanessa por todos os anos que ela foi colocada na gaveta do esquecimento e da culpa.

O final do primeiro livro me deixou muito, muito abalada, e desse ponto recomeça o segundo livro...
Portanto vou tentar não dar qualquer pista sobre os acontecimentos importantes da trama, e vou me ater a minha experiência como leitora, OK?!


No segundo livro, nos deparamos com a escrita poética e melancólica da autora. Isso torna maravilhosa a conexão que temos com os sentimentos dos personagens, eu senti a cada página a aflição, a dor, o medo.
Nesse volume são colocados os pontos finais em questões em aberto no primeiro volume como:

O que levou Valéria a ser uma mãe tão desprezível e relapsa?

Porquê o seu pai desistiu da guarda de Vanessa?

O que aconteceu com seu irmão Felipe?

Quem é Nathan e o que tem por trás de sua aparente frieza ?

Confesso que algumas lágrimas foram derramadas durante a leitura e alguns sentimentos em relação aos personagens mudaram em relação ao primeiro volume, eu
tive pena de alguns, raiva de outros, e vontade de acolher e abraçar outros tantos.

A depressão é tratada de maneira nua e crua, sem enfeites, sem rebuscado, e mesmo quem nunca passou por tal doença terá bastante noção de como esse sentimento é esmagador, sufocante e por vezes te faz sucumbir até que sua existência não tenha a mínima importância, você só sente um vazio e uma dor sem fim nesse vazio interno crescente.

Essa leitura mostra claramente que duas coisas são primordiais nesse momento: apoio familiar e de pessoas que à amam e vontade de lutar contra essa força. Sem ambos, cair em uma espiral crescente de dor, culpa e auto piedade será inevitável.

Agora eis a pergunta chave...

Nossa personagem conseguiu vencer a vilã no final?!

Hahahaha, não vou te dar a resposta de bandeja, então só lendo para saber....
Mas eu sei que esse livro tocou e continuará tocando em meu coração muito além do final.

Eu recomendo essa leitura sensível para todos que tiveram, ou não contato com essa doença que se chama depressão, no mínimo ao se deparar com alguém como Vanessa, você terá empatia e amor para oferecer.

Aprendi que todos nós que tivemos dores terríveis em nossas vidas, somos Libélulas com asas de diamante , e se quebramos o casulo da dor, é porque podemos alçar vôos magníficos em busca da felicidade.

Como eu li em formato ebook, não pude ver de perto a diagramação ( infelizmente), mas ali já deu pra ter uma noção de como foi caprichada toda diagramação, em cada capítulo tinha pequenas e delicadas Libélulas.

A capa está linda, a Arwen como sempre arrasando, temos centralizada nela uma mulher loira representando a personagem principal com olhar triste abraçando os próprios braços, como quem se protege de algo, o tom é puxado para o lilás e entre o título bem destacado temos duas Libélulas. Não vi muitos erros de português, mas não costumo me ater a esses detalhes quando estou absorta na leitura.

Obrigada Ju pelo livro lindo, por ser essa pessoa iluminada que toca o coração das pessoas, você é luz! Que essa história leve a esperança em forma de palavras, o conforto em forma de amor, e a esperança com o símbolo da Libélula em todos os corações que sofrem oprimidos pela vilã cinzenta.
Eu te amo, viu?!
Beijos!!!




Quotes:

"Odiamos aquilo que é diferente de nós , pois temos medo. O ódio e a inveja são sentimentos que se confundem."

"Um caixão comprido ao lado de um caixão infantil, o cheiro de sol e areia... O inferno me aguarda. Ele mora dentro de mim."

"A ausência de esperança era pior do que a morte."

"Suas músicas, você as cria e elas são tão maravilhosas e profundas, pois são partes de você, são seus sentimentos. Quando parou de compor esses sentimentos a dominaram."

"Superar é relembrar e elaborar. Depois disso tem que deixar todos os mortos irem embora para só depois conseguir olhar para o futuro."

"Quando os sentimentos e as coisas terríveis que a depressão nos faz sentir estão em seu ápice, não vemos as coisas boas ao nosso redor."

"A depressão é mais ingrata do que a morte. A morte é um final e a depressão e um continnum. A morte traz descanso ao que morre e dor aos que ficam, mas a depressão causa dor a todos, destrói tudo que é vida dentro de seu anfitrião, só que ela o deixa acordado para sentir cada parte dessa tortura."

"Às vezes os sofrimentos tornam as pessoas mais egoístas do que aquelas que são tomadas por superioridade e vaidade."

"A maioria das pessoas é cega em relação ao outro. Incapaz de julgar através dos olhos alheios, de se despir totalmente de si mesmos e se colocar no lugar do outro. Ninguém sabe a dor que vivemos, e quem vive não sabe como é não viver a dor; somente a experimenta de maneira absorta e cega."
Ele cuidou de mim como se eu fosse de cristal, e me mostrou que eu era de diamante.

" —Se você pudesse ouvir o pensamento de todas as pessoas saberia que não há sanatórios no mundo suficientes para abrigar todos os loucos ."



Conheça mais um pouco sobre a autora  Juliana Daglio

Vinte e poucos anos, Psicóloga Clínica, apaixonada por Psicanálise, viciada em Livros e amante do Rock Britânico. Desde criança foi vidrada em faz de conta e inventava inúmeros personagens para conversar. Assistia a filmes sobre vampiros já aos seis anos, mesmo que tivesse que se esconder atrás do sofá. Na adolescência, dizia que iria ser uma Libélula. Hoje em dia se diz uma adulta confusa, que ainda adora vampiros, não ganhou asas de libélula, mas escreveu um livro sobre elas, transformando seus personagens inventados em pessoas reais, embora sejam feitas de tinta e papel.
Autora do livro “Uma Canção para a Libélula I e II, com projetos que não param de aparecer. O Lago Negro é seu terceiro livro.
 FACEBOOK INSTAGRAM -  TWITTERSITE - WATTPAD

Conheça todos os lançamentos da Editora Arwen!

SITE FACEBOOK TWITTER

Espero que tenham curtido essa repostagem especial das resenhas. 
Quem já leu ou ficou com vontade de ler comente, opine nos comentários. 
Sua participação aqui no blog nos faz muito felizes.

E volte sempre, a casa é de vocês!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.